29 de fevereiro de 2020

VÍDEO E ÁUDIO: Justiça manda enterrar na vala comum vítima de feminicídio

Compartilhe

Ouça esta história com Bargas Filho



Familiares não foram encontrados, apesar, de, a mulher ter sido identificada por impressões digitais.

Ela era moradora de rua e foi abusada sexualmente e morta por esganadura em Campinas.

Voluntários que trabalham com moradores tentaram localizar família, porem, não obtiveram exito.

Delegacia de Homicídios e 10º Distrito Policial investigam a motivação e a autoria do crime.



O Investigador da Notícia mostra como é a vala comum

https://www.facebook.com/investigadordanoticia/videos/217751495622477/

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *