29 de fevereiro de 2020

PRESOS NO NORDESTE PINTADO E PINTADINHO, OS IRMÃOS DO CRIME, QUE SÃO DE CAMPINAS E VIRARAM “TOP FIVE” DO PCC NOS ATAQUES A EMPRESAS DE TRANSPORTE DE VALORES QUE RENDERAM QUASE MEIO BILHÃO DE REAIS

Compartilhe

José do Carmo Silvestre, de 51 anos, o Pintado, foi preso em Salvador, capital da Bahia. O irmão dele, Walter Aparecido Silvestre, 49 anos, o Pintadinho (na foto, de camisa azul), foi preso em Cristinápolis, município do Interior de Sergipe. Os dois são apontados em investigações da Polícia, do Ministério Público e em processos judiciais como autores de roubos a bancos e a empresas transportadoras de valores, cujo dinheiro levado (estima-se em quase R$ 500 milhões) foi para os cofres do PCC(Primeiro Comando da Capital), a facção criminosa que atua dentro e fora dos presídios do País.

Eles aparecem em relatórios de investigações como autores dos roubos entre 2014 a 2017 em empresas de transporte de valores em Campinas, Ribeirão Preto, Santos, Mococa, Luís Antônio e no Paraguai.

As prisões ocorreram no período de uma semana. Pintado foi capturado no dia 30 de janeiro deste ano de 2.020. Pintadinho foi preso dia 6 de fevereiro deste ano de 2.020.

Os “irmãos do crime” moraram por muitos anos em Campinas onde iniciaram a prática de crimes (roubos a bancos e a residências de alto padrão, principalmente) nos anos 80 e 90, conforme a Polícia.

A maioria desses crimes aconteceram em Sumaré, Indaiatuba, Nova Odessa, Campinas e em outras regiões do Interior, como Ribeirão Preto e Valparaíso.

A principal característica dos irmãos, nessas ações, conforme as investigações com base no depoimento das vítimas, era a violência e ousadia.

Por isso, quando o PCC ganhou corpo como organização criminosa os dois foram convocados para as ações. E, por isso, passaram integrar o “top five”(os cinco primeiros) da facção para as ações de roubo.

Eles foram presos várias vezes, e, conseguiram fugir. Com o cerco fechado da Polícia paulista os irmãos migraram para Minas Gerais e depois para o Nordeste no início dos anos 2000.

PRISÃO DE PINTADO CONFORME NOTA OFICIAL DA SECRETARIA DE SEGURANÇA DA BAHIA –  Uma operação conjunta envolvendo as polícias da Bahia, do Distrito Federal e de Goiás capturou, na noite de quinta-feira (30), um dos maiores assaltantes de carro-forte e banco do Brasil. O criminoso paulista de 51 anos passeava em Salvador com mulher e filho quando foi surpreendido.

Ocupando a lista dos 30 foragidos mais procurados pelo Ministério da Justiça, o assaltante acumula passagens pela polícia. Em 1994, cumprindo pena em uma penitenciária paulista, ele foi resgatado por cerca de oito homens.

Já em 2005, o criminoso foi preso em Salvador, no bairro de Águas Claras, com fuzil, metralhadora, pistola, entre outros materiais. Ele e comparsas se preparavam para atacar carros-forte, na capital baiana.

Dessa vez, com ele foram apreendidos uma pistola, um carregador, munições, porções de maconha, documentos falsos e um veículo. Os materiais estavam em um flat, no Jardim Armação, onde o assaltante estava hospedado.

“Grande trabalho conjunto das polícias brasileiras. Reforçamos sempre a necessidade de compartilharmos as informações. Parabéns a todos os envolvidos”, destacou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

Participaram da operação, pela Bahia, equipes da Cipe Cerrado, do CPR Leste, da Operação Apolo, do Draco e da Superintendência de Inteligência da SSP.

A PRISÃO DE PINTADINHO CONFORME NOTA OFICIAL DA SECRETARIA DE SEGURANÇA DE SERGIPE- O Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) e o 11º Batalhão de Polícia Militar (11º BPM) prenderam um dos principais componentes de um grupo criminoso de São Paulo. Ele foi identificado como Walter Aparecido Silvestre, conhecido como “Pintadinho”.

O suspeito foi preso na noite de quinta-feira, 6, por volta das 23h, na BR 101, município de Cristinapolis, ele tinha histórico de fugas e de roubos em desfavor de instituições financeiras em todo o país. Os levantamentos do caso foram feitos por agentes da Coordenação Geral do Sistema de Inteligência de Segurança Pública em Sergipe (COGESISP).

De acordo com as investigações, desde o final de outubro do ano passado a COGESISP vinha recebendo informações por parte do Ministério de Justiça e Segurança Pública (MJSP) que davam conta de que o suspeito estaria morando na capital sergipana, onde levava uma vida de aparente tranquilidade.

O suspeito é irmão de outro homem, identificado como José do Carmo Silvestre, o “Pintado”, que foi recapturado dia 31 de janeiro. Esse último suspeito foi preso na Bahia. Ele era um dos suspeitos mais procurados do país, atuando, inclusive, como financiador de diversas ações criminosas desse grupo, através de roubos a bancos.

O sucesso da ação se deu em razão do compartilhamento de informações entre órgãos da SSP/SE, SEOPI/MJSP, Cotar PMCE e PRF em SE e no CE.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *