29 de fevereiro de 2020

Polícia Rodoviária apreende cocaína da Bolívia que abasteceria eixo Campinas-Americana-Sumaré

Compartilhe

Trinta e seis quilos de drogas, dos quais 16 de cocaína “pura” proveniente da Bolívia e 20 de crack, foram apreendidos pela Polícia Militar Rodoviária que fez a detenção de cinco homens e duas mulheres em São Pedro, Americana e Sumaré.

A droga chegou à região pela chamada “Rota Caipira” que inclui o Estado do Mato Grosso do Sul.

A polícia apurou que o entorpecente era uma encomenda de um traficante radicado em Sumaré e que iria abastecer a região, segundo foi apurado.

Um dos presos, aquele que dirigia o carro com as drogas, foi autuado em flagrante por tráfico internacional de drogas na Delegacia da Policia Federal, em Piracicaba.



A droga foi apreendida por acaso, numa abordagem de rotina, de policiais rodoviários a um carro Gol, com placas do Mato Grosso do Sul, que trafegava pela Rodovia Geraldo de Barros, entre São Pedro e Piracicaba.

“Quando o veículo foi parado, os dois passageiros demonstraram nervosismo. Então, foi feita uma vistoria e a droga foi achada no interior do painel e entre a espuma do banco traseiro”, informou a tenente Larissa Fernanda, da Polícia Militar Rodoviária.

A partir das informações passadas pelos dois homens e também por meio de contatos que ambos tinham em seus celulares, os policiais foram para Americana e Sumaré onde abordaram mais cinco pessoas que estavam em um Corsa com placas do Mato Grosso do Sul e em um Corolla com placas de Santa Bárbara D’Oeste.

Eram os responsáveis por receber o entorpecente.

A polícia obteve informações que a droga foi comprada por um homem ligado ao trafico internacional de drogas e que é morador na região central de Sumaré.

O entorpecente seria entregue em uma chácara no Jardim Dall’Orto, bairro localizado nas margens da Rodovia Anhanguera.



Fram achados 15 tabletes de cocaína com embalagem que tem as cores da bandeira da Bolívia e a inscrição “Made In Cochabamba”, que é uma cidade boliviana.

As 20 pedras de crack estavam em embalagens sem “selo”.

A droga iria abastecer cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas), no eixo Campinas-Sumaré-Americana.

A Policia Federal assumiu as investigações.

Entre as pessoas abordadas pela Polícia Militar Rodoviária não está o “patrão” do tráfico.

Os detidos foram contratados para fazer o transporte e entrega da droga.

Porém, em depoimento, o grupo forneceu informações para que as investigações possam prosseguir.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *