29 de fevereiro de 2020

POLÍCIA CIVIL FICA SABENDO QUE DIAS ANTES DE SER MORTO A TIROS NA CALÇADA EM FRENTE DE SUA CASA COMERCIANTE TEVE DISCUSSÃO COM DESCONHECIDO EM UM BAR

Compartilhe

José dos Santos Alves, de 48 anos, o Zelão, foi assassinado a tiros (perfurações no lado direito do peito, no queixo e no quadril direito), em frente de sua casa na Vila San Martin, em Campinas. O autor do crime, que não foi identificado, chegou em um carro, desembarcou, chamou a vítima pelo apelido e ao ser recepcionado fez os disparos. Depois fugiu no veículo em alta velocidade.

O crime aconteceu na Avenida Armando D’Otaviano às 8h30 do dia 6 de fevereiro de 2.020. Zelão morava no local havia 25 anos. Ele era proprietário de uma distribuidora de bebidas. Foram disparados pelo menos cinco tiros a curta distância, conforme apurou a polícia. Zelão morreu no local.

Uma pessoa da família do comerciante disse em depoimento à Polícia Civil que ele teria se envolvido numa briga num bar que fica próximo de sua casa “na esquina”, dias antes. Porém, esse familiar não soube informar com quem Zelão discutiu e por qual motivo.

Investigadores da DHC (Delegacia de Homicídios de Campinas) buscam informações para tentar esclarecer a motivação do assassinato e identificar o autor. Zelão era natural de Cascavel, no Paraná, onde nasceu em 1 de novembro de 1.971.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *