24 de janeiro de 2020

Pedreiro agride irmã com golpes de artes marciais em Monte Mor

Compartilhe

O pedreiro Willian Aparecido de Souza, de 31 anos, teve um surto violento e agrediu uma de suas irmãs, de 29 anos, com golpes de uma arma de artes marciais nunchaku (dois pedaços de ferro ligados por uma corrente) e ainda quebrou os vidros do carro do cunhado, de 41 anos, com um facão, em Monte Mor.

A Policia ainda constataram que Silva estava embriagado.

Ele foi autuado em flagrante em quatro crimes e ficou preso na cadeia do 2º Distrito Policial de Campinas.

As ações violentas ocorreram na Rua Luis Gonzaga do Nascimento, no Jardim Paulista.



Silva chegou descontrolado á casa da irmã e logo começou a agredi-la.

Ela foi ferida no braço esquerdo e nas costas.

O cunhado tentou intervir e foi ameaçado.

O pedreiro ainda quebrou os vidros traseiro e laterias do Astra HB, Elegance, prata, usando um facão.

Depois, embarcou no Citroëm C3, azul, e disse, aos gritos, que iria para a casa de outra irmã para também “bater nela”.

A Polícia Militar foi avisada.



O carro dirigido pelo pedreiro foi interceptado no jardim Alvorada depois de perseguição.

Ele, segundo os policiais, reagiu a prisão e demonstrava estar “muito alterado”.

Foi levado para a Delegacia da Polícia Civil e, num teste feito num bafômetro, ficou constatado 0,65 miligramas de álcool por litro de ar, confirmando, conforme a policia, embriaguez.

O delegado Edson Antônio dos Santos autuou Silva em flagrante por crimes de lesão corporal, danos, embriaguez ao volante e por dirigir sem habilitação.

“Os depoimentos das vítimas foram contundentes em narras as agressões e danos bem como sinais de embriaguez”, explicou o delegado.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *