7 de dezembro de 2019

PASSAGEIRO DE CARRO ESCURO ABAIXA O VIDRO DA JANELA E MATA A TIROS DOIS MORADORES DE UMA COMUNIDADE EM CAMPINAS

Compartilhe

Marco Antônio Gomes, de 41 anos, e Edineuldo Gonçalves Vieira, de 47, que eram vizinhos e não tinham antecedentes criminais, foram mortos a tiros de pistola semiautomática na Comunidade da Vila Brandina, uma das mais antigas de Campinas, localizada perto do Parque Ecológico e às margens da Rodovia Doutor Heitor Penteado, a SP-081 que dá acesso à Rodovia Dom Pedro 1º e aos Distritos de Sousas e Joaquim Egídio.

Os crimes aconteceram por volta de 22h30 diante de várias pessoas.

Segundo a Polícia, “as testemunhas que estavam próximas das vítimas, defronte à residência situada na Rua 4, Caminho 1, 35” informaram que “um veículo escuro, cuja marca, modelo ou placa não souberam informar, aproximou-se devagar, abaixou o vidro do passageiro da frente e passou a realizar disparos de arma de fogo contra as vítimas”.

Edineuldo mesmo atingido correu para dentro da casa de número 35 onde mora um jardineiro de 52 anos. Ali, a vítima ficou até ser socorrido por moradores da comunidade.

Marco Antônio correu pela rua, foi seguido pelo atirador, que permaneceu a bordo do veículo. A vítima foi atingida outras vezes e caiu no chão.

O carro que era ocupado por pelo menos duas pessoas – motorista e o atirador – deixou o bairro em alta velocidade. O medo e pânico causados(muita gente correu para dentro de casa e trancou portas e janelas) impediram que as pessoas conseguissem fornecer à polícia a característica física do atirador e detalhes do veículo que ele ocupava.

Os dois baleados foram socorridos por moradores do local e levados para o Hospital Municipal Dr. Mário Gatti, porém, não resistiram aos ferimentos.

Policiais encontraram no local 15 pedaços de munição entre estojos(é aquele tubo da munição) , núcleo de chumbo e “jaquetas” (capa externa do núcleo de chumbo), o que indica que foram feitos muitos disparos.

Os dois moradores assassinados não tinham envolvimento com crimes e não usavam drogas, segundo informaram seus familiares à Polícia.

Edineuldo, trabalhava como jardineiro, morava na casa número 69 da Rua Quatro. Ele nasceu em Santo Antônio do Jacinto, na Bahia, em 25 de fevereiro de 1.972.

Marco Antônio morava na casa número 22 da Rua Quatro. Ele nasceu em Campinas no dia 15 de junho de 1.978.

Esse duplo assassinato é investigado pela Delegacia de Homicídios de Campinas com apoio do 13º Distrito Policial.

Uma informação recebida pelo repórter EDSON SILVA, do jornal TodoDia: guardas municipais de Valinhos localizaram numa estrada de terra que dá acesso do Jardim São Marcos, para o Jardim Samambaia, em Campinas, o carro que pode ter sido utilizado pelo autor do duplo homicídio.

Trata-se de um Honda Civic (foto), preto, vidros escuros, que foi furtado de uma loja de venda de carros.

O fato de o veículo ser de cor escura e de ter sido encontrado dentro, no assoalho, cinco estojos deflagrados de munição calibre 380 – o mesmo usado pelo autor dos disparos –levou os guardas à suposição de ser esse o veículo usado pelo autor dos assassinatos dos dois moradores da Vila Brandina.

Uma perícia que será feita pelo Instituto de Criminalística tentará comparar esses pedaços de munição achados dentro do carro com os que foram encontrados no local dos crimes.

OUTRO CRIME – O ajudante de pedreiro Gildásio Vieira de Oliveira, de 53 anos, foi assassinado com uma paulada na nuca dentro de sua casa na Rua Quatro, no Jardim Planalto de Viracopos, no Distrito do Ouro Verde. Ele era natural de Itamaraty, na Bahia, onde nasceu em 3 de outubro de 1.966. Uma mulher que estava na residência ficou ferida, também a pauladas.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *