29 de fevereiro de 2020

INVESTIGADOR DA POLÍCIA CIVIL EVITA ESTUPRO DE UMA PESSOA EM SITUAÇÃO DE RUA QUE FOI ARRASTADA PARA UMA VALETA. A MULHER USOU A VIATURA COMO ABRIGO PARA ESCAPAR DO AGRESSOR QUE FOI PRESO EM FLAGRANTE

Compartilhe

O investigador da Polícia Civil, Leandro Amorim de Araújo, salvou uma mulher de 41 anos que seria vítima de violência sexual em Piracicaba. O policial flagrou o momento em que a vítima, que vive em situação de rua, havia sido jogada numa valeta de água de chuva(foto) e, sobre ela, estava um homem, de 38 anos, que também vive em situação de rua.

A mulher já estava com as roupas rasgadas e arrancadas. Ao ver a viatura da Polícia parar, ela correu e entrou no veículo pedindo ajuda. O investigador sacou uma arma e deu voz de prisão em flagrante para o acusado.

O fato aconteceu na tarde deste dia 10 de fevereiro de 2.020, na Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, na Vila Rezende. O investigador retornava, sozinho, na viatura, para o 5º Distrito Policial,onde trabalha, que fica no bairro Industrial.

Na avenida, um auxiliar administrativo fez sinais para o policial e avisou que viu uma mulher sendo arrastada para um matagal. O investigador ouviu gritos quando aproximou a viatura da valeta que fica a 100 metros do asfalto. Assim que o veículo parou, a mulher correu para dentro.

O autor da tentativa de estupro foi, então, algemado pelo investigador. Levado para o Plantão da Delegacia Seccional, o homem foi autuado em flagrante por estupro e lesão corporal. A mulher teve que ficar internada em observação numa unidade de saúde devido aos ferimentos.

Ela disse que havia conhecido o autor da agressão havia uma semana. Na segunda feira, a mulher disse que “ele estava muito alterado”, a agrediu e tentou manter relação sexual à força.

A foto do local onde a mulher foi atacada foi cedida pela jornalista Ana Cristina Andrade.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *