29 de fevereiro de 2020

CAMPINAS TEM TRÊS MORTES VIOLENTAS: MENINA DE 14 ANOS PRESSENTE PERIGO E O IRMÃO É EXECUTADO COM DEZ TIROS. RAPAZ DE 22 ANOS ASSASSINADO EM FRENTE DE CONDOMÍNIO DE APARTAMENTOS E CORPO DE DESCONHECIDO ACHADO DENTRO DE CASA ABANDONADA

Compartilhe

Emerson Barbosa, de 34 anos, que era ajudante de pedreiro; Rafael de Oliveira Mariano, de 22 anos; e um desconhecido foram mortos por disparos de arma de fogo nos dias 17, 18 e 20 deste mês de janeiro de 2.020 em locais diferentes. A Polícia não encontrou relação entre os casos. As investigações para apurar a motivação e a autoria são feitas pela DHC (Delegacia de Homicídios de Campinas) em colaboração com o 6º Distrito Policial(Jardim Yeda) e 11º Distrito Policial (Jardim Ipaussurama).
JARDIM YEDA – Um homem, branco, não identificado, aparentando ser maior de idade, foi morto com dois tiros no peito dentro de uma casa abandonada na Rua Dr. Derci Antônio Viesti, 56. O barulho dos disparos chamou a atenção de moradores das proximidades que avisaram a Polícia Militar. O corpo foi encontrado na cozinha da residência na madrugada desta segunda-feira, dia 20 de janeiro de 2.020. Na parede do mesmo cômodo havia outras duas perfurações de tiros. Numa edicula policiais acharam documentos com vários nomes diferentes, supostamente furtados ou roubados. O corpo foi levado sem identificação para o IML (Instituto Médico Legal).
JARDIM BASSOLI – Rafael de Oliveira Mariano, de 22 anos, foi atingido por um tiro no lado direito do tronco quando estava em frente do condomínio I, Torre 3, do conjunto de apartamentos residenciais, na Rua Pedro Iago Madalozzo Nogueira.  Ele morava em um dos apartamentos daquele condomínio. O rapaz foi socorrido por familiares até o Pronto Socorro do Distrito do Campo Grande, porém, não resistiu ao ferimento. O crime aconteceu na noite de sexta-feira, dia 17 de janeiro de 2.020.Ele era natural de Valinhos, nascido dia 2 de março de 1.997.
JARDIM SANTA CLARA – O ajudante de pedreiro Emerson Barbosa, de 34 anos, foi atingido por pelo menos dez tiros de pistola de calibre Ponto 40 quando saia de sua casa na Rua Roberto Pilati, por volta das 5 horas de sábado 18 de janeiro deste no de 2.020, acompanhado da irmã de 14 anos de idade. Eles pretendiam buscar remédio para a avó materna que estava passando mal. Conforme foi apurado pela polícia, assim que eles começaram a caminhar passaram a ser seguidos por um carro modelo Astra, com película escura nos vidros, em baixa velocidade. A adolescente pressentiu “algo de ruim” e pediu para o irmão que voltassem. Porém, um ocupante do carro desembarcou e começou a atirar contra Emerson. Ele, mesmo ferido, tentou correr, mas, caiu. Morreu no local. A irmã dele conseguiu voltar para a casa e não foi atingida. Emerson era natural de Campinas, nascido dia 12 de fevereiro de 1.985.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *