24 de janeiro de 2020

Bandidos erram agência dos Correios que planejavam roubar, acionam “sem querer” alarme do galpão vizinho e enfrentam PM a tiros: 2 mortos e 4 presos

Compartilhe

Alex Pereira da Silva, de 33 anos, e Leonardo Pereira Moraes, de 22, morreram no município de Hortolândia ao enfrentarem a tiros – conforme versão oficial – policiais militares na madrugada deste dia 18 de fevereiro de 2019.

Eles lideravam uma quadrilha que planejou roubar dinheiro de um caixa eletrônico de uma agência dos Correios, no Centro da cidade.

Quatro integrantes que formavam a “mão de obra” da quadrilha foram presos e identificados como Hélio Pereira dos Santos, de 49 anos, Wallison Henrique da Silva, de 27, Gilton Natalino Rodrigues, de 35, e, Fábio de Santa Souza, de 33.

A Polícia deduziu que grupo recebeu informações erradas durante o planejamento e atacou a agência da Rua Dr. Leandro Luiz Camargo dos Santos. O local não possui atendimento bancário, portanto, não tem caixas eletrônicos nem cofre com dinheiro.

O quarteto que usava marreta, picareta, pé-de-cabra, e, abriu buracos em duas paredes, nos fundos da agência, porém, uma delas era de um galpão. Ao abrir buraco na parede o alarme do prédio foi acionado “sem querer”.

O barulho chamou a atenção da Polícia Militar, que já tinha informações anônimas sobre um possível ataque a uma agência bancária em Hortolândia. Quatro viaturas da PM cercaram o local.

Os ladrões começaram a correr, porém, como os policiais fizeram um cerco estratégico os quatro foram presos.

O major Cleotheos Sabino, do 48º Batalhão, disse que os dois homens que estavam armados não atenderam as ordens de parada e atiraram contra os policiais.

Segundo a versão oficial os policiais revidaram com tiros e os ladrões foram mortos: Alex foi atingido por quatro tiros e Leonardo por três. Eles estavam com um revólver de calibre 38 e uma pistola semiautomática de calibre 7,65.

Todos os integrantes da quadrilha têm antecedentes criminais, conforme informou a Polícia.

Os quatro foram autuados em flagrante por tentativa de furto, tentativa de roubo e resistência e levados para uma cadeia.

Os dois que morreram eram moradores em Hortolândia, no bairro Parque do Horto. Dos que foram presos, três também residem na cidade: Gilton é do Parque Hortolândia, Fábio do Jardim Nossa Senhora Auxiliadora, Hélio da Vila São Francisco. Wallison mora no Jardim São Marcos, em Campinas.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *